A fantástica fábrica de coach

Eu tenho visto muitas pessoas vendendo a ideia de que é possível atingir todos os seus sonhos e objetivos usando o mínimo de esforço com o máximo de realização. Muita gente falando sobre propósito, atingimento de metas e a construção de um estilo de vida extraordinário. Muita gente falando daquilo que não conhece e não tem preparo algum para trabalhar com temas tão delicados e complexos da vida dos outros.

Estamos numa época em que muitas pessoas estão descobrindo seu propósito de vida em eventos ou treinamentos que supostamente são pautados em inteligência emocional, PNL, Psicologia Positiva entre outros. Todas são técnicas fantásticas, pena que quando mal aplicadas ou aplicadas com motivos egoístas podem fazer um grande estrago na vida das pessoas. Por uma infeliz coincidência ou não, muitas pessoas são levadas pela emoção e percebem que seu propósito de vida é ser coach, na verdade elas descobrem que sempre amaram trabalhar com desenvolvimento de pessoas e se tornaram especialistas em gente, do dia pra noite, ou após participarem de uma jornada de formação em master coach. Tendo a pensar que ser coach não é apenas saber usar um punhado de ferramentas depois de ter participado de um curso de formação. Tendo a acreditar que ser coach não é explorar a miséria do ser humano e se aproveitar do desamparo e carência dos outros. Então, paro para refletir sobre tudo isso e percebo o quanto este marketing apelativo mexe com as emoções das pessoas e toca em profundas feridas do ser humano tais como, o medo de não ter o suficiente para sobreviver, o medo de não ser amado pelos outros e o medo de não ser bom o suficiente. A busca por suprimir estes medos de maneira fácil e rápida, podem levar a caminhos perigosos que ao invés de serem boas soluções, passam a potencializar os medos. 

Este discurso de que é possível ter tudo fácil, alcançar uma vida extraordinária sem muita luta e dedicação, chega a ser ofensivo e insulta a nossa capacidade intelectual. Eu acredito na capacidade do ser humano de alcançar seus objetivos, mas não acredito que isso venha sem trabalho duro, suor e lágrimas.

Pessoal, mentiras costumam vir transvestidas de promessas fáceis. Estas fórmulas mágicas fazem muito mal quando são consideradas verdades absolutas e seguidas cegamente. Não percamos o nosso senso crítico e a nossa identidade.

Quando temos contato com as fórmulas mágicas dos “gurus do propósito”, devemos nos questionar quais são as tentações que podemos cair quando estamos entrando neste terreno. Temos que tomar cuidado para não ficarmos escravos daqueles que supostamente dizem saber o caminho ou terem a melhor técnica para a felicidade. As pílulas de uma “pseudoliberdade” que muitas vezes são oferecidas em eventos que mais parecem fanáticos cultos religiosos, visam criar vínculo emocional para que uma vez envolvido nesta dramatização, você fique suscetível a um extenso portfólio de produtos e treinamentos que prometem lhe transformar no Super-Homem ou na Mulher Maravilha. Para os mais sensíveis ou até mesmos para os desavisados, estes eventos podem até induzir a um diferente e novo estado de consciência, mas percebam que nestes casos, esta evolução pessoal e profissional sempre estará ligada a um outro produto que é comercializado pelos próprios donos destas empresas.   

O que estou falando aqui é sobre esta “fábrica” que comercializa a felicidade que estamos sendo expostos a cada dia e sobre a pressão que muitas pessoas se fazem para alcançar um suposto sonho que nem elas mesmas sabiam que tinham.

Eu acredito que existem pessoas bem-intencionadas, qualificadas e que desejam fazer o bem no papel de coach e, conseguem ajudar as pessoas. Este texto não é para estas pessoas.

Este texto é para que você preste atenção nas escolhas que tem feito e nos resultados que tem alcançado. Preste atenção e fique atento as formulas mágicas que mais parecem o espinafre do Popeye. Você se alimenta, fica forte e logo depois fica fraco novamente. E assim o ciclo recomeça em formato de compra de treinamentos e imersões que prometem mudar a sua vida.  

 Tenha consciência que o mais o importante é realizar coisas nas quais você acredita, mesmo quando não se sinta bem. É ter a consciência que felicidade, quando você encontrar, é um estado no qual você está imerso em algo que vale a pena viver. Não é algo permanente. É ter a capacidade de ordenar e controlar suas próprias decisões e ter a consciência livre. É o sentimento de estar completamente envolvido no que se está fazendo, é estar presente. É aquilo que conversa diretamente com a nossa motivação intrínseca e que produzi a própria recompensa. Isto sim faz a diferença no dia a dia. Neste caso, o tão falado propósito é geralmente o que transcende o nosso interesse.

Preste atenção onde você está colocando o seu coração!

Estas palavras podem fazer muito sentido para algumas pessoas e podem soar como absurda para outras. 

Aquele que tem ouvidos para ouvir, que ouça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: